Madeira - Portugal

Regularização e Canalização das Ribeiras da Fajã das Éguas, da Pereira e da Eirinha

Em obra
Obras Públicas

Dono da Obra: Secretaria Regional dos Assuntos Parlamentares e Europeus - Direção Regional do Equipamento Social e Conservação – Região Autónoma da Madeira

Após a ocorrência da intempérie de 20 de fevereiro de 2010, tornou-se essencial canalizar as ribeiras com maiores caudais ao longo da ilha, protegendo desta maneira as populações e as infraestruturas marginais as ribeiras. O concelho da Ribeira Brava  foi um dos mais afetada pela intempérie.

A grande inclinação dos ribeiros leva a elevadas velocidades de escoamento, com grande poder de transporte de sólidos, aumentando a capacidade de erosão. Com a execução de muralhas em ambas as margens, fica garantida uma melhor proteção dos terrenos e habitações junto aos ribeiros.

Ao longo de toda a extensão dos ribeiros, o desnível será vencido com a execução de travessões de regularização, de modo a manter o desnível entre os 5% e 8%, evitando assim velocidades de transporte elevadas.

A ribeira da Eirinha e Pereira terão secção, sendo que estas duas ribeiras juntam-se depois na ribeira da Égua que passará a ter uma secção de vasão de 10x5 metros.

Os trabalhos compreendem maioritariamente ma execução de muros de betão ciclópico com alturas que vão dos 7 m a 10 m de altura, numa extensão total de 240 ml, reposição de quatro passagem horizontais ( pontes ) com vãos de 8 a 10 m.